sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Sarau Solidário": uma tradição de cultura, arte e literatura há vários anos em Prudente !

 Esta foi a 87ª Edição do "Sarau Solidário"produzido pela Associação Prudentina de Escritores e realizado mensalmente no Centro Cultural Matarazzo/Pres.Prudente-SP. 
O Sarau Solidário da Primavera/2016 - ao ar livre - com grande público,
realizou-se na noite de 19/09/2016 no Centro Cultural Matarazzo.
Abertura pelo Prof. Carlos Freixo.

Inúmeros foram os homenageados com o Troféu "Benjamin Resende", que é conferido às personalidades de maior prestígio na cidade e região de Presidente Prudente.


Professor, ex-radiasta e jornalista
Homéro Ferreira, cumprimentado
pelo Prof. Benjamin Resende. 
Entre as personalidades homenageadas com
 o Troféu "Benjamin Resende" - a cantora e 
compositora Cida Ajala. Ela é considerada pelos 
entendidos como uma das mais consagradas 
intérpretes da música popular brasileira, num
estilo tipicamente regionalista. 

----------------------------------------
Prof. Firmino Ferreira Filho, um
dos homenageados no "Sarau". 



         Aqui, o Ministério Público Estadual é reconhecido por todos !
Por todos os méritos, o Promotor de Justiça homenageado Dr.Mário Coimbra.

                                                                 Colégio Cristo Rei e Banda Marcial, também homenageados !   

 Aqui presentes para  receber homenagens da Associação Prudentina de Escritores - A.P.E - o Maestro  Reginaldo Henrique Branco, Irmã Elza (Madre Superiora) e Irmã Chavéria. Todos  foram cumprimentados pela brilhante participação nos eventos cívicos da cidade e região. 

----------------------------------------------------


O Troféu "Benjamin Resende", numa  homenagem especial  ao  professor e  escritor da série Raízes Prudentinas, acaba de alcançar sua 7ª Edição. Para satisfazer os anseios  daqueles que por mérito foram lembrados, a Associação Prudentina de Escritores  promoveu  no sábado - dia 19 de Setembro/2016 - mais um evento, especialmente para a entrega desse Troféu a  inúmeras personalidades. Entre os homenageados, o Promotor de Justiça, Dr. Mário Coimbra; o maestro, compositor  e  professor de música, Firmino Ferreira Filho;  o ex-radialista e  jornalista  Homéro Ferreira; os escritores: Maria Aparecida Pereira de Souza e Luiz Lima; a cantora e compositora Cida Ajala; os fotógrafos J. R. Pirani  e  Márcio Oliveira (representados); o ilustrador  Jonathan Freire;  Hanael   Mendes  (teatro);  Mauro  José  e  Ricardo   Severino   da  Silva  (Artesanato). A abertura  do evento, realizada ao ar livre pela primeira vez contou com um grande  público que teve música marcial pela Banda do  Colégio "Cristo  Rei"; apresentações musicais com o cantor Samogin e  de  um  grupo  de solistas  representado  pelos alunos  do  Prof. Firmino  Ferreira Filho    (incluindo  o  próprio  homenageado), como  solista de violão.  Carlos Francisco Freixo (Presidente da Associação Prudentina de Escritores), foi o apresentador. 

Em evidência, a Banda  Marcial  do  Colégio "Cristo  Rei" se apresentou com suas balizas e demais integrantes do grupo, num projeto de cunho social e cultural - sempre promovendo intercâmbio - entre crianças e adultos que a qualifica nacionalmente por sua qualidade e resultados. Destaque  especial para o Maestro Reginaldo Henrique Branco, que  em  suas  atividades  tem  assegurado  seu  reconhecimento em diversos festivais regionais, estaduais e  nacionais. Sendo  a  música  um  terreno  fértil, foram  lembradas algumas composições, com  louvores  para  Cida Ajala e Maestro Firmino Ferreira Filho. Este último, um mestre que há 50 anos leva  a  música como terapia para os  moradores da periferia, efetivando a ideia de Arte, para todos. Em cada canto da cidade, um som, uma prosa, um poema, uma arte. Uma  pintura, uma arte séria, uma  percepção  sutil, um  caminho a  ser  percorrido. Nas  telas, no  lápis, no giz, no chão, nos muros. O sonho de deixar  mais do que pegadas sobre  a  areia que  representa  um  compartilhar inquieto de que podemos mais - disse o apresentador.

Na Literatura, destaque para  a  Profª. Maria  Aparecida  Pereira de Souza, advogada, membro da União Brasileira de Escritores/UBE  e  Associação  Prudentina de  Escritores/APE, dizendo sempre que é tempo de refletir e desejar  uma  sociedade  transparente. Sem  preconceitos ou  conceitos. Um ser humano  que possa  aprender/se desprender das trivialidades/banalidades... Das  ondas  do  Rádio, temos  a  pesquisa impecável de Homéro Ferreira, com o livro: "Rádio e Jornalismo - no Ar"   que  nos  apresenta a dinâmica do  grande meio de comunicação. Relembrando Prudente de sempre - com  sua  paisagem humana - como diz nosso mestre e mentor Benjamin Resende, percebemos  como devemos  unir as  pontas. Para isso, a arte e a ciência (juntas), percorrendo e assegurando a todos, Cidadania.e  que a  lei se faça.  Deste modo, nosso destaque é  o  Promotor  de  Justiça, Dr. Mário Coimbra, em  suas ações  públicas, assegurando os direitos que a nossa Constituição determina. . 

NOTÍCIA EM TEMPO REAL -   Para se atualizar, acesse o twitter:  www.twitter.com/altinocorreia              
  

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Presidente Prudente faz sua maior festa, preparando-se para o Centenário em 2017 !

Presidente Prudente é Polo Regional  e se desenvolve em ritmo acelerado como a maior cidade do Extremo Oeste Paulista
A cidade vem crescendo em todos os
aspectos. Os sonhos do passado e
de todos os tempos apontam grande
desenvolvimento urbano e rural.
O colonizador, Francisco de Paula
Goulart jamais imaginaria que esta
cidade que ele fundou em Setº/1917,
alcançaria posição tão destacada. 

Cel. Francisco P.Goulart.

Abrindo o Desfile comemorativo aos 99 anos de fundação de Presidente Prudente, o glorioso Tiro de Guerra 02-063..

A Avenida Washington Luís, foi palco de um grande desfile que contou com a participação de 10 mil pessoas. Tiro de Guerra, Polícia Militar, Bombeiros, Escoteiros, Entidades Sociais, Empresas e Escolas participaram desse evento.

Polícia Militar - aqui representada pelo 18º BPM-I teve presença destacada.
- COBERTURA FOTOGRÁFICA DE JOÃO LAÉRCIO SANTOS - 
Jovens representaram os ancestrais
que vieram da Terra do Sol Nascente.



Cada representação trouxe para a
Av.Washington Luís, o que tinha
de mais importante para mostrar.
A Avenida Washington Luís teve um 14 de Setembro, inesquecível !





Ordem Demolay: o grande destaque.

     O trajeto percorrido este ano pelos participantes do Desfile comemorativo aos 99 anos de fundação de Presidente Prudente entra para a história; enquanto começam os preparativos para a Festa do Centenário da cidade, que começará em Janeiro e vai até o dia 14 de Setembro de 2017.                                                                       --------------------------------

A história tem inicio em 1917 - Século XIX - quando os mineiros vieram para a região de Presidente Prudente em busca de terras boas para a agricultura. Isso - segundo os historiadores - depois que as minas de ouro que eles exploravam se esgotaram. Na época, a região era habitada tão somente por índios da Etnia Guarani, divididos em três tribos: Caiuás, Xavantes e Caingangs, também conhecidos por "Coroados". Os primeiros colonizadores enfrentaram as maiores dificuldades. O primeiro cidadão reconhecido como Colonizador foi o Cel.Francisco de Paula Goulart, que em Setembro de 1917 veio de Trem até Indiana. Daí, se utilizou de um Lastro da Ferrovia para chegar ao Bairro da Memória (mais tarde transformado em Regente Feijó). Nessa altura, ele viajou a pé pela antiga estrada boiadeira até alcançar o "Alto Tamanduá", situado nas proximidades da nova Estação da EFS (em construção), que veio a ser denominada inicialmente Vila Goulart. Depois Presidente Prudente, em homenagem ao então Presidente Prudente José de Morais e Barros. Dois anos depois, aqui chegou o Cel. José Soares Marcondes -considerado 2º Colonizador - tendo em sua companhia o agrimensor Francisco Cunha, que se encarregou da abertura das primeiras picadas em meio a floresta. Mas, somente em 1921 é que Presidente Prudente foi transformada em município, através de Decreto do então Governador Washington Luís Pereira de Souza..

O Desfile dos 99 anos de Presidente Prudente começou às primeiras horas do dia. Havia uma preocupação muito séria quanto à ocorrência de chuvas, o que aconteceu horas antes do desfile. Com isso, ficou assegurada a presença da população na área central da cidade, onde se desenvolveram as apresentações. Pela Avenida Washington Luis - desde as imediações da antiga estação ferroviária - até o Palanque Oficial diante do Colégio Cristo Rei. O Poder Público Municipal foi representado pelo Vice-Prefeito em Exercício, Marcos Vinha. O 1º ato oficial foi representado pelo hasteamento das bandeiras brasileira e paulista. O Hino Nacional Brasileiro e o do município (de autoria do poeta César Cava) foram executados pela Banda Musical Regimental do CPI-8 da Policia Militar. Daí, começou o Desfile que durou cerca de 2 horas. Tomaram parte nessa Parada Cívica, 65 grupos, constituídos por aproximadamente 5 mil participantes. A plateia presente nas laterais da Avenida Washington Luis, foi calculada em 10 mil pessoas.

Presidente Prudente ostenta com justa razão, uma de suas atividades mais promissoras. É considerada a 8a."Melhor Cidade" para se viver no Brasil, após a Aposentadoria. É também classificada pelo IDH - Índice de Desenvolvimento Urbano - como a 25ª melhor cidade brasileira. Sua população, de acordo com estimativa do IBGE é representada atualmente por 223.749 habitantes. Em 2015, esse número estava em torno de 222.192 moradores o que equivale a um aumento de 0,7%. Na Mobilidade Urbana, de conformidade com as informações da  Secretaria Municipal de Assuntos Viários - SEMAV - o número de veículos que circulam pela cidade de Presidente Prudente vai além dos 200 mil, alcançando a media aproximada de um veículo por habitante. A população flutuante de Presidente Prudente gira em torno de 50 mil pessoas, a maioria, estudantes universitários. A cidade conta com 4 Universidades: FCT/UNESP, Toledo-Centro Universitário, Universidade do Oeste Paulista/UNOESTE e Universidades do Estado de São Paulo/UNIESP. 

NOTÍCIA EM TEMPO REAL - Para se atualizar, acesse o Twitter: www.twitter.com/altinocorreia

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Caçambas e caçambeiros: Nas ruas de Prudente o nº de caçambas vai além de 1.200.

Na classificação geral, a maior empresa dedicada à essa atividade tem
disponibilidade de atendimento com 222 caçambas. Em 2º lugar, 164 e
em 3º e 4º lugares, 160 e 158, respectivamente. Todas em operações. 
Coleta de entulhos e terra, na cidade. 

Esta empresa especializada na locação de caçambas para recolhimento de entulhos e restos de construção civil,
emprega muita gente p/realizar suas operações. Atende a comunidade local. Custo p/caçamba:R$100/120 por semana.
Criadas com a finalidade de contribuir com o desenvolvimento, as
caçambas são distribuídas em todo o perímetro urbano. Sua finalidade é
uma só: recolher entulhos. Mas nem todos os moradores entendem essa
filosofia e transformam as caçambas espalhadas pela cidade, como simples
depósitos de Lixo, móveis descartados e outras  tranqueiras.
Aspecto como esses são constantes,
tanto na área comercial, como em todos
os bairros existentes em Pres.Prudente:
peças descartáveis e galhos de árvores.
Todo o material recolhido tem destinação certa: vai para o Aterro Sanitário,Lixão e outros locais previstos.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renato Gouveia - da SEMAV - faz
o controle das caçambas na cidade.
Para esta área situada na Vila Furquim são levadas todos
os dias, várias toneladas de entulhos recolhidos na cidade.
Antonio Evangelista, cuida do local. 
Mauricio de Paula Silva-CAÇAMBA
PR-dirige uma grande empresa que
funciona em Presidente Prudente.
Parte desse material é usado pela própria Prefeitura em
obras de aterro e recuperação de estradas na área rural
do município. Trata-se de um material muito importante.  
 Onde houver obra, existem caçambas !
Aqui, tudo é reaproveitado da melhor forma. Todas as empresas são cadastradas pela SEMAV para prestação de serviços. Para isso, recebem numeração específica para emprego e utilização das caçambas que estão espalhadas por todos os pontos da cidade.
   Os entulhos recolhidos pelas caçambas nos mais diferentes pontos da cidade, chegam a todo    momento neste local (situado na Vila Furquim), onde são depositados cuidadosamente para posterior aproveitamentoA área é controlada por um servidor da Prefeitura em horário marcado.
                                                      ---------------------------------
Presidente Prudente é uma das poucas cidades do interior que tem uma estrutura de serviços na área da construção civil, com o emprego de caçambas para recolhimento de entulhos e restos de material descartado, que são conduzidos para locais adequados. Para atender essa exigência, existem vinte e uma empresas especializadas, com um total de 1.336 caçambas em uso. De todas as empresas que operam nessa atividade, atualmente a maior é a Nº 1 - com 222 caçambas em operações. Em seguida, a Trans-Caçambas com 164; a Disk-Caçamba JC com 160 e em 4º lugar, a Caçamba PR com 158 unidades. Seguem-se nessa listagem, outras  empresas do ramo, com número variável: entre 15 a 89 caçambas (cada uma). Com vistas ao futuro, foi fixada uma reserva antecipada de 2.565 caçambas. Para abordar o assunto com maior conhecimento de causa, entrevistamos o Assessor do Diretor da SEMAV, Renato Gouveia e o Diretor da Caçamba PR, Mauricio de Paula Silva.

O Servidor Municipal, Antonio Evangelista cuida de um Setor de recolhimento de entulhos e restos de construção (na Vila Furquim), na periferia de Presidente Prudente. Trata-se de Antonio Evangelista que trabalha nesse serviço há 23 anos. Ele abre e fecha os portões para receber as caçambas; e muitas vezes, cargas avulsas de terra e entulhos levados por moradores envolvidos na construção ou reforma de casas ou prédios comerciais. O trabalho dele começa por volta das 7h00 da manha, tem um breve intervalo para o almoço e retorna em seguida, permanecendo no local até às l7h15. O Serviço de recolhimento de entulhos foi criado por ato da Câmara Municipal em Dezembro de 1998 e exigia que as caçambas recebessem uma "alfa numérica" sequencial. Esse ato foi regulamentado em 2002. Em 2007 foi sancionada a Lei Nº 6.677 que dispõe sobre a obrigatoriedade de dotar "caçambas de lixo e entulhos", com lona ou plástico para cobertura.da carga.

Em nome da Secretaria Municipal de Assuntos Viários/SEMAV, falou o Assessor Renato Gouveia. Ele nos forneceu todo o material relativo à utilização das caçambas. Enquanto isso, o representante da Empresa Caçamba PR - Maurício de Paula Silva, anuncia os preços médios de locação, girando em torno de R$100 a R$120 por um período de 7 dias de utilização. Após, a locação a taxação é válida pelo critério diário. A maior dificuldade para distribuição e recolhimento das caçambas é representado pelo fluxo de pessoas e pelo trânsito congestionado na área central. A caçambas seguem o padrão de veículo normal, isto é, não pode permanecer defronte aos portões, faixa amarela, Zona Azul e áreas demarcadas para estacionamento regulamentado. O espaço ocupado pela caçamba equivale a 2 carros parados. A cidade comporta 500 caçambas, mas já conta com um número mais do que dobrado:1.336 unidades em operações; e todas elas precisam ter registro de atividades, com cadastro na SEMAV. Cada uma é identificada por números e nomes das empresas prestadoras de serviços.

NOTÍCIA EM TEMPO REAL  - Para se atualizar,acesse o Twitter: www.twitter.com/altinocorreia

domingo, 21 de agosto de 2016

Indústrias de Bebidas: Desde 1922, Presidente Prudente lidera o mercado de produção regional !

           O Colonizador Francisco de Paula Goulart fundou a cidade e foi o 1º.Industrial do ramo de bebidas.
     --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A cidade se desenvolveu rapidamente e hj tem mais de 222 mil moradores.
Os "Arranha-céus" estão por toda parte. Alguns com mais de 20 andares.




Operando desde 1967 a Fonte Santa Inês produz e distribui Água Mineral
para abastecer a Capital,, parte do interior de São Paulo e Estados vizinhos
do Paraná e Mato Grosso do Sul com mais de 1 mil postos de venda.
A empresa dedicada à extração, tratamento, envazamento, distribuição e
venda de Águas Minerais Naturais tem sua sede em Presidente Prudente,
gerando mais de 60 empregos diretos e centenas de indiretos.
 As indústrias que fazem história !
BEBIDAS ASTECA NO D.I.
Asteca: Linha de produção contínua.  
Do Distrito Industrial de Presidente Prudente para abastecer o mercado:
Sua história começou no no de 1948 com a produção de xaropes e molhos
de pimenta e soja.O negócio prosperou e ganhou prestígio em todo o pais.
Além do Mercado Interno, a produção de Cerveja e Chope em Presidente Prudente, vem conquistando fatia preferencial no mercado Externo. As encomendas -segundo o Produtor Luiz Carlos Freitas- estão superando todas as expectativas. 

Cerveja também
se destaca no
mercado de SP
e do Brasil.
------------------------
O melhor mesmo é
conhecer o que se
produz em Prudente.

Esta é a marca identifica a nova indústria.
Além dessa produção,
também sai com muita
propriedade o Chope
 para a Capital e Interior.
-------------------------------
Cerveja e Chope com
Puro Malte tem venda
garantida até Dezembro. 
Na produção de BEBIDAS FUNADA em Pres.Prudente, uma extensa linha de refrigerantes. 
UM SALTO PARA O FUTURO:
Começando em 15/09/1942 como
uma pequena indústria de bebidas,
FUNADA E FILHOS construíram
aqui, uma das maiores empresas de
âmbito familiar que se tem notícia no
interior brasileiro. De 150 garrafas p/
hora, sua capacidade de produção
alcança atualmente de 3 a 5 milhões
  de litros mensalmente.

 Esta imagem identifica o que pode ser considerado um dos maiores empreendimentos da história familiar no Brasil. Seus produtos da linha industrial alcançam os Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul - além dos países - Paraguai, Bolívia e Japão.                                                                        ----------------------------------------------
A história que envolve as Indústrias de Bebidas em Presidente Prudente remonta ao ano de 1922, quando a família Goulart (fundadora da cidade), implantou a 1ª Usina de Açúcar e Álcool. Daí, a orígem da indústria canavieira, com a produção de cachaça. No decorrer dos anos, surgiram outras empresas dedicadas à produção de bebidas alcoólicas ou refrigerantes; que além de Prudente se instalaram em cidades próximas, como: Regente Feijó, Presidente Bernardes, Caiuá e Presidente Venceslau. É o caso de Bebidas Bandeira, Sparta, Zangirólami, A Caprichosa, Wilson, Asteca e Funada-Indústria e Comércio. Soma-se a isso uma distribuidora de vinhos, que recebia boa parte da produção vinícola do Rio Grande do Sul para engarrafamento e exportação c/crédito para Presidente Prudente. No decorrer dos anos, as duas Indústrias de maior desenvolvimento foram: Bebidas Asteca, implantada no Distrito Industrial; e Indústria de Bebidas Funada, com sua sede na Avenida J.K. nº 2.587.   

Fundada em 18 de Junho de 1948 pelos imigrantes Keniti Fukuhara e Massa Honda, a Empresa Asteca Hinomoto se consolidou no mercado pela qualidade de suas matérias primas e moderna tecnologia de produção. Especializada nos setores de bebidas e alimentos, a marca ASTECA conquistou posição privilegiada com forte presença do mercado brasileiro, Mas também no mercado internacional como: EUA, França, Holanda, Itália, Portugal, Japão, China e países do Mercosul. Essa expansão não para: agora está sendo construída uma nova unidade industrial em Lupionópolis, Estado do Paraná. Em Presidente Prudente, a grande novidade do momento é a implantação de uma Fábrica de Cerveja e Chope "Landbier-Pilsen", com produção artesanal de alta tecnologia. Uma iniciativa do Sr.Luiz Carlos Freitas (Mantovani), à Avenida Joaquim Constantino, 800-A. Anteriormente, o empresário produzia vinhos finos para atendimento de sua clientela. Hoje, sua Cerveja e o Chope são vendidos não só em Prudente, mas também na Capital e Interior de São Paulo; e ainda (por encomenda) nos Estados do PR, RJ, PI, MG, PE, MA, SC e RS.

Água Mineral Natural "Santa Inês" domina o mercado consumidor desde que foi criada e implantada a partir de 1967 pelo Sr.Mariano Moura e posteriormente sucedido pelo filho Roberto Moura (ambos falecidos) e a partir de 2007 pelos irmãos Fernando e Luciene. Água Mineral - natural e gaseificada - com galões, garrafas PET e copos. Sua área de atendimento é representada por mais de 1 mil distribuidoras em SP, PR e MS. O maior destaque do momento é da Indústria de Bebidas Funada, que teve como seus fundadores os imigrantes: Mampei e Kimi Funada, que vieram para o Brasil (com os filhos) em 1931. Posteriormente, em 1947 a família Funada deu um passo importante! Implantou uma indústria pioneira: Funada e Filhos, para produzir Guaraná, Soda Limonada, Água Tônica, Xaropes, Conhaque, Aguardente de cana, Quinado, Raiz amarga e Vinagre. Entre as décadas 50/60 vieram grandes mudanças e a empresa passou a ser identificada como  Indústria de Bebidas Funada Ltda. Prioridade para a produção de bebidas com novos sabores: Tubaína, Guaraná, Laranja (Mikan), Limão, Uva, Citros, Refricola e RC Cola. Na extensão, veio a nova Linha Zero e mais recentemente:, refrigerantes de Matte, com a marca "Mate Chimarrão Funada" e o relançamento do "Frutuba", produto instituído com redução de açúcar; porém, de um sabor fantástico..

O carro chefe da Indústria de Bebidas Funada sempre foi a "Tubaína". Esse refrigerante - segundo a Assessoria da empresa - representa 64% das vendas. A produção sazonal varia entre 3 a 5 milhões de litros por mês; e além do Brasil as exportações são feitas para o Japão, Bolívia e Paraguai. O equivalente a 1/5 de sua produção industrial.
.
NOTÍCIA EM TEMPO REAL - Para se atualizar, acesse o Twitter:  www.twitter.com/altinocorreia