quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Um cenário antigo que pode estar sendo mudado


Aqui funcionou a Anderson Clayton, com seus grandes galpões à margem esquerda da ferrovia.

         E aqui, na margem direita no sentido Prudente-Alv.Machado, a Sociedade Algodoeira
   do Nordeste Brasileiro - SANBRA - com sua indústria de Óleos Vegetais e grandes depósitos.

Quem passa pela Rua José Claro, margeando a antiga ferrovia logo percebe um cenário antigo representado por grandes galpões e até uma chaminé que identificou por longos anos uma das maiores indústrias extrativas de Óleos Vegetais: a SANBRA - Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro, que aqui operou por muitos anos. Mais adiante, o antigo barracão do IBC -  agora transformado em Centro de Eventos - que era o grande depósito de café (apreendido ou contrabandeado) num período histórico para a cidade e região de Presidente Prudente. Mas têm ainda, os antigos barracões da Anderson Clayton, uma multinacional que aqui funcionou na 2a.metade do século passado como compradora de Algodão. 

Tudo isso que se observa nas fotos acima representam uma visão do passado que não volta mais. É que no decorrer dos últimos meses, os barracões ou galpões começaram a ser demolidos; e com eles, as antigas Figueiras que ocupavam amplo espaço ao lado da Alameda Lacorte Vitalle, na via de acesso à Vila Furquim, IBC (Centro de Eventos), Faculdades Toledo, SESI e Centro Cultural Matarazzo.

Com a abertura de uma 2a.pista pela Prefeitura, inúmeras Figueiras ali existentes tiveram que ser erradicadas e as que restaram estão agora com os dias contados. Troncos gigantescos afloram à terra depois das escavações com máquinas que decretaram seus últimos dias na face da Terra. É um retrato triste, mas inevitável. Quem sabe, as últimas Figueiras ainda possam ser poupadas. É uma questão de consciência e amor à natureza. 


Um comentário:

  1. Caro Altino
    Na década de 50 havia 4 grandes algodoeiras em Prudente: Clayton, Sanbra (ao lado da José Claro), Matarazzo (no final da Floriano Peixoto) e McFadden (?).
    Não tenho referências do lugar exato da McFadden mas não era muito distante dos armazéns da Sorocabana e a construção era semelhante ao barracão da Anderson Clayton.
    Por acaso vc. teria essa informação? Tentei pelo Google Maps mas não encontrei o barracão da McFadden.
    Elias Vieira

    ResponderExcluir