sábado, 14 de abril de 2012

Uma das mais antigas escolas públicas da região comemora 80 anos em Presidente Venceslau


O antigo Grupo Escolar "Dr.Álvaro Coelho", atual Escola Municipal de Ensino Fundamental   - EMEF - é uma das mais antigas instituições de ensino da região. Comemora 80 anos em Presidente Venceslau.


Um desfile comemorativo realizou-se na última 5ª.feira (12/Abril de 2012) pelas principais ruas da cidade de Presidente Venceslau.

  •       Foi em 1932 - ano da Revolução Constitucionalista de São Paulo - que surgiu o Grupo Escolar "Dr.Álvaro Coelho". A data exata da criação da nova escola por Decreto do Governo Estadual ocorreu no dia 07 de Abril e sua inauguração se deu uma semana depois, isto é, no dia 14 de Abril de 1932. Esta é a história de um educandário que fez história como instituição pioneira de ensino em Presidente Venceslau, atendendo inicialmente a pequena comunidade da época representada por 138 alunos. O Prof. Bráulio França foi o 1º Diretor. Ao colonizador pioneiro e 1º prefeito (Álvaro Coelho) se deve o mérito dessa maravilhosa conquista. Pelo Grupo Escolar pioneiro na atividade educacional - atualmente EMEF - passaram inúmeras gerações. Alguns ex-alunos tiveram carreira brilhante e se destacaram ou continuam ocupando posição de destaque em todos os setores de atividades da vida brasileira.

Segundo relato histórico foi no Ano de 1924 - epoca em que ocorreu a Revolução de Izidoro Dias Lopes - que o então prefeito Álvaro Antunes Coelho tomou a iniciativa de implantar a 1a. Escola Pública na cidade. Era uma construção de madeira (rústica) com salas especialmente destinadas ao atendimento dos filhos dos colonizadores. Para ministrar ensinamentos - dada à precariedade de professores - foi necessário recorrer à uma leiga. No caso, Dona Artêmide. Veio depois o Grupo Escolar de Presidente Venceslau, inaugurado em 1932, num novo prédio com quatro salas de aulas, situado na Avenida D.Pedro II, 787. Como homenagem ao cidadão, colonizador e prefeito da época, Álvaro Coelho, foi dada a denominação oficial através de Decreto Estadual, permanecendo até os dias atuais.

No ano de 1942 foi necessária a execução de uma reforma geral no prédio do Grupo Escolar. Por isso, houve remanejamento de 322 alunos, juntamente com seus professores, funcionários e dirigentes para as dependências do Kaikan, denominado posteriormente AREA, nos altos da Rua Almirante Barroso. Foi uma época em que a cidade contava com muitas famílias de imigrantes colonizadores, italianos, portugueses, espanhois, alemães e japoneses, cujos filhos estudaram na Escola Estadual de 1º e 2º graus "Dr.Álvaro Coelho". Daí, muitos deles (incluindo brasileiros), ingressaram na carreira universitária e se tornaram personalidades ilustres.

Até agora já se passaram oito décadas e o "Álvaro Coelho" ficou na memória de todos como uma escola-modelar. Esse educandário tem passado histórico, pois lançou os alicerces da sociedade venceslauense e desde 1996 voltou a atender crianças da 1ª à 4ª séries ao ser denominado EE "Dr.Álvaro Coelho". A partir de 2010 a Escola foi municipalizada, passando à denominação de Escola Municipal de Educação Fundamental - EMEF "Dr.Álvaro Coelho".  A festa comemorativa dos 80 anos realizada no dia 12 de Abril, através de desfile de alunos da geração atual serviu para demonstrar que o passado continua a merecer referência especial, pois marcou a origem e o berço da cultura para milhares de estudantes de ontem e de hoje. 
    

3 comentários:

  1. Rsrsrsrsrs...puxa que saudades ! estudei nessa escola ainda década de 50, até me lembro dos nomes das minhas professoras, Dona Lucília, Matilde, Judite e professor Donaldo, respectivamente do 1.º, 2.º, 3.º e 4.º ano depois fiz o cursinho de admissão com os professores Milton e Tenório (será que alguém se lembra desses professores ??)e depois entrei no ginásio....nossa quanto tempo !!Gostaria de manter contatos com o pessoal dessa época.
    Jorge Watanabe - wjorge228@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Fiz a minha 1ª série ai em 1973, acho que é isso, o nome da minha professora é Dona Diolice...
    Saudades...

    Mirian.

    ResponderExcluir