terça-feira, 3 de março de 2015

Uma chaminé que resistiu às pressões imobiliárias, será preservada como símbolo da indústria em Pres.Prudente !

Ameaçada de demolição, foi salva ! 
Uma chaminé que surgiu em 1948. 
Era o símbolo da poderosa indústria.

A famosa Chaminé que relembra o desenvolvimento industrial de Pres.Prudente no final da década 40 e nos dias de hoje, no mesmo lugar. Porém, com uma diferença: foi pichada e declarada valor histórico cultural.

A Caixa d'água vista nos fundos, não existe mais. Não
fosse a intervenção do Ministério Público representado
pelo Dr. André Luis Felício, nenhum detalhe desta imagem
existiria mais. O que pediu o Ministério Público com o
apoio da comunidade foi a preservação deste símbolo,
representado pela chaminé da antiga SANBRA .E de um
modo geral, das indústrias que aqui se implantaram, como

 patrimônio histórico para figurar no desenvolvimento
da cidade de Presidente Prudente. Prestes a comemorar
seu Centenário de fundação, no ano de 2017.

 -------------------------------------------------------------------------
Com a indústria desativada por excassêz de matéria prima,
nos restou o espaço físico que ultimamente passou a ser
disputado pelo mercado imobiliário. E a Chaminé, por
pouco não foi demolida. A intervenção do MPE foi
providencial.

A Chaminé que já provocou divergências, foi objeto de
uma Ação Civil Pública que garantiu sua preservação
juntamente com 2 galpões. A Ação julgada procedente
pela Justiça, vai impor ao município a obrigação de
proceder ao tombamento dos mesmos, por possuírem valor histórico cultural para a cidade e região.

      O REPRESENTANTE DO MPE, UM EX-DIRETOR DA CICA E UM MÉDICO OPINAM !
Dr.Edmilson Gigante-Oftalmologista
Engº José Clovis Addas - Ex - CICA
Dr.André Luis Felício - MPE


      A ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA CHEGOU ATÉ ESTE LOCAL PRIVILEGIADO PELA NATUREZA. MAS UMA AÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, GARANTIU A PRESERVAÇÃO DA CHAMINÉ COMO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE E REGIÃO.

No cruzamento da via férrea - ao lado da Vila Maristela e Toledo/Centro Universitário - está surgindo um grande Condomínio Residencial formado por dois Conjuntos financiados pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. São centenas de Apartamentos em fase de construção, com entrega prevista para o final deste ano. A Chaminé e dois antigos galpões da SANBRA foram poupados, e agora serão preservados.                                                             -----------------------------------
A região de Presidente Prudente viveu os ciclos econômicos mais importantes da história brasileira. Começou com a cultura cafeeira, mas com a derrocada na década de 30, optou por outras culturas, desde o Hortelã, a mamona, o milho, o algodão e o amendoim. Posteriormente, a cultura do Tomate, a Agropecuária e a cana-de-açúcar. Como resultado dessa alta produção, mobilizou-se o setor industrial para aproveitamento da matéria prima abundante aqui existente. Daí a implantação de inúmeras industrias. Dentre elas, a Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro S/A; Anderson Clayton; Indústrias Reunidas F.Matarazzo; Lotus; Cia.Saad do Brasil e outras, incluindo a CICA, os Frigoríficos, Curtumes e Destilarias de Açúcar e Álcool. À margem da antiga Estação da EFS - ao lado direito da Vila Maristela - foi implantado o Complexo Industrial da SANBRA, que na época, chegou a gerar mais de 300 empregos. O destaque mais imponente da Indústria era a grande Chaminé, que existe até os dias atuais e representa um autêntico símbolo da era industrial - entre 1948 até os últimos anos da década 60 - nesta região do Estado. 

Com a indústria desativada, a área de ocupação passou a ser disputada por grupos interessados na especulação imobiliária. Daí surgiram e foram devidamente aprovados, dois projetos de construção de Apartamentos Residenciais financiados pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. As obras estão em ritmo acelerado, prevendo a entrega das primeiras unidades no final deste ano. A Chaminé, sob risco de demolição está a salvo, graças a uma Ação Pública, assinada pelos Promotores: André Luis Felício, Pedro Romão Neto, Gabriel L.de Paula Pires e Silvio Martins Barbatto, integrantes do Ministério Público Estadual, em nome da cidade e sua população. Muitas pessoas se manifestaram a respeito; entre as quais, o Oftalmologista Edmilson Gigante, que declarou: "A preservação histórica e cultural desses símbolos da Indústria, representados pela chaminé e dois galpões da extinta Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro é fator positivo, dos mais importantes, especialmente para o Centenário da cidade em 2017".


Na 2ª etapa da Industrialização na região de Presidente Prudente (a partir da década 60), tivemos aqui o Complexo Empresarial Alberto Bonfiglioli, da CICA. Um de seus Administradores foi o Engº José Clovis Addas, até hoje radicado na Vila Maristela em Presidente Prudente. Foi a personalidade que escolhemos para falar sobre a Ação Civil Pública/Patrimônio Cultural e.Antecipação da tutela - relativa à Chaminé e 2 galpões - de valor histórico e cultural. E ele disse:"É importante que as autoridades estejam trabalhando incessantemente para que haja preservação, independente do valor econômico. Quer queira ou não, nestas condições como sendo valor histórico, não há preço que pague. A chaminé e a casa de máquinas da SANBRA foram símbolos de um grande Complexo Industrial em Presidente Pudente e por consequência, devem ser preservados a qualquer custo".

NOTÍCIA EM TEMPO REAL - Para se atualizar, acesse o Twitter: www.twitter.com/altinocorreia 

5 comentários:

  1. Olá, meu nome é Bruna Eto, sou estudante de arquitetura e estou participando de um projeto que procura divulgar o valor histórico de Presidente Prudente.
    Venho pedir permissão para utilizar/compartilhar fotos ou informações de sua autoria. Iremos divulgar em um site que está em processo de desenvolvimento e gostaríamos muito de sua participação.
    Agradeço pela atenção.
    Obriga.
    e-mail : bye_bruna@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Altino, parabéns pelo texto e pelo levantamento histórico de nossa cidade. Estou escrevendo mais especificamente porque minha tia, tem sua história de vida diretamente ligada a esse desenvolvimento industrial da cidade. Aparentemente o pai dela faleceu em um acidente no começo dos anos 70 nas indústrias Sanbra. Acredito que por falta de condições sua mãe biológica a entregou para a adoção e agora depois de muitos anos ela resolveu procurar sua família biológica. Você, por acaso, saberia mais detalhes desse acidente/explosão?

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado Sr. Altino, meu marido é o Bruno Saia que trabalhou no jornal O Imparcial. Ele manda um abraço.
    Espararei por alguma outra informação para possivelmente encontrarmos a família biológica da minha tia

    Até logo

    ResponderExcluir
  4. Prezada Gabriela: A fim de buscar subsídios a respeito desse triste episódio, consultei uma pessoa digna de relatar fatos históricos ocorridos em Presidente Prudente: Professor Benjamin Resende. Realmente, ele se lembra de um explosão de caldeira que tria ocorrido no começo dos anos 70 nas dependências da Indústria SANBRA. Mas desconhece os efeitos e consequência desse triste acontecimento. Vamos apurar se há alguma vinculação com o seu caso pessoal e retornaremos ao assunto,logo que surgir alguma informação de fonte segura. Vc está de acordo, Gabriela?
    Atenciosamente, Altino Correia.

    ResponderExcluir